Evite ser dominado pelas Preocupações



Se você não consegue se desligar das preocupações porque sente que elas fazem parte da sua personalidade e do seu modo de ver a vida, se acha que nunca vai poder se distanciar delas porque é uma pessoa “responsável”, você precisa aprender a se relacionar com os problemas e transtornos enfrentados no dia-a-dia de outra maneira. Veja as dicas abaixo.



  1. Não “brigue” com as suas preocupações. Canalize-as para o seu benefício. Marque um horário para se dedicar a elas sem restrições, mas não deixe que elas ocupem mais do que o tempo previsto.

  2. Identifique os seus problemas de acordo com a área da sua vida que cada um deles afeta. Mantenha cada situação no seu âmbito, sem deixar que afete outro.

  3. Quando se sentir dominado pelas preocupações, não discuta consigo mesmo a falta de lógica que elas podem ter. Utilize uma velha técnica para distrair a atenção: comece imediatamente a fazer alguma coisa que não tenha relação com o seu conflito atual. Procure agir em vez de ficar pensando em vão. Mas faça isso de maneira consciente, mantendo a sua atenção concentrada na tarefa que está realizando.

  4. Planeje objetivos diários precisos e que possam ser medidos no fim do dia. Transforme as suas preocupações em planos de ação para modificar as situações que o perturbam.

  5. Delegue tarefas e concentre-se apenas naquilo que compete a você. Supervisione a ação das pessoas a quem você delegou as tarefas, mas não confunda supervisão responsável com excesso de controle.

  6. Dedique algumas horas todas as semanas a atividades físicas ou artísticas que permitam descarregar as tensões e o estresse.

  7. Não ocupe a sua agenda toda com compromissos de trabalho ou de estudo. Reserve pelo menos 25% do seu tempo, todos os dias, a atividades gratificantes, criativas e relaxantes.

  8. Dedique um momento tranqüilo da semana a refletir bem sobre as situações que geram as suas preocupações e tente detectar as tensões ou os medos associados a elas.

  9. Analise os pensamentos negativos sobre si mesmo. Deles nascem os medos de não conseguir o que você deseja ou de perder o que já conquistou. Muitas vezes são estas crenças, disfarçadas de “responsabilidade”, que nos colocam em situações complicadas.

  10. As preocupações não geram soluções concretas para os problemas. Elas drenam energia. Invista as suas forças de modo realista, canalizando-as com eficácia para as suas ocupações e os seus planos concretos. Super simples.
0