Sem mentiras Currículo deve ser 'sincero', dizem especialistas

Consultores recomendam não 'inventar' habilidades ou experiências
Conteúdo do currículo pode ser checado com ex-empregadores
O currículo é a primeira forma de contato que o candidato tem com o selecionador. E é a via de acesso que conduz às entrevistas de seleção.

Por isso, especialistas alertam: é importante colocar informações verdadeiras para não entrar em contradição diante do recrutador, pois tudo o que está no currículo pode ser checado na entrevista e também com os antigos empregadores.

Consultores de recursos humanos dizem que o candidato não pode inventar habilidades, experiências e cursos que não têm a fim de deixar o currículo mais interessante. Além disso, não deve destacar pontos fracos, como não saber falar inglês ou não ter boa comunicação, por exemplo.


Adriano Arruda, diretor-geral da Catho, diz que a função do currículo é gerar entrevistas. “A pessoa arrumar ou não emprego vai depender do desempenho na entrevista, mas é importante o que é colocado no currículo, para não se entrar em contradição quando for questionado nem mostrar a deficiência quando for fazer testes de competência”, explica.

leia Artigo completo
0