Mentir no Currículo: Estratégia ou Pesadelo?

Mentir no Currículo: Estratégia ou Pesadelo?: "A verdadeira batalha que os profissionais enfrentam para conseguirem uma colocação no mercado de trabalho pode levá-los a dar uma 'refinada' nas informações contidas no currículo.

Porém, não se esqueça que essa questão, vista até como uma estratégia, poderá se tornar um verdadeiro pesadelo na procura por uma vaga. Ocorre que os selecionadores e seus departamentos estão cada vez mais preparados para enfrentar esse tipo de situação, veja as mentiras mais frequentes:

Inglês Fluente: Essa é a supercampeã, se você não consegue se comunicar claramente com executivos do exterior, e aqui não estamos falando de Inglês de turista, é bem melhor que você coloque Inglês intermediário.

Consequência: A empresa poderá marcar uma entrevista com um executivo do exterior, simplesmente ele não fala e nem entende Português...

Motivo de Saída: Normalmente não se coloca no currículo motivos de demissões de empresas anteriores, mas caso coloque, procure não distorcer o que aconteceu, principalmente em caso de desentendimentos com seu superior anterior, melhor dizer que suas ideias não eram compatíveis com as dele, etc...

Consequência: O selecionador poderá ligar para ele e obter toda a verdade.

Diplomas Falsos: Cuidado porque essa é uma questão muito delicada...

Consequência: É preciso muito cuidado com esse ítem porque além de não conseguir o emprego pode também ter um crime de estelionato na sua vida.

Tempo nas Empresas: É bastante comum também as pessoas aumentarem o tempo de permanências nas empresas, ou seja, a preocupação com estabilidade nos empregos.

Omissão de Empresas: Prática considerada muito constante nos currículos, também existe aí a preocupação de permanências curtas nas empresas.

Consequência: O Departamento de Recursos Humanos tem como checar essas informações, com a sua Carteira Profissional por exemplo...

Cuidado, mentir no currículo não passa de uma falsa estratégia, pode se tornar um verdadeiro pesadelo na sua vida profissional. Faça um excelente currículo com informações que venham somente a expressar o ótimo profissional que você realmente é, mostre que você não precisa disso, e depois que for admitido faça os executivos comentarem: excelente! exatamente como estava no currículo dele...

João Carlos Cruz - Headhunter, Economista e Administrador de Empresas, com especialização em Finanças e Planejamento Estratégico pela Universidade de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas e Universidade de Boston - Mass - U.S.A.

"
0